Ecogumelo: o champignon cultivado com a borra do café

A RECICLAGEM INTELIGENTE DO PÓ COADO

A produção mundial de café chega a 140 milhões de sacas de 60 quilos anuais de grãos. Já imaginou o volume enorme de borra que vai para o lixo depois que o produto é torrado, coado e consumido?

Pequena parte desse descarte é reaproveitada como fertilizante e defensivo natural de vegetais. Outro tanto serve como repelente de gatos ou carga para a produção de vasos de flores. Dá para fazer mais.

Reciclagem de pó de café

Em apenas 90 segundos você assiste, neste vídeo, um interessante ciclo de reciclagem do pó de café usado.

A ideia é posta em prática num armazém meio escondido, numa pequena propriedade rural perto de Alkmaar, 60 quilômetros ao norte de Amesterdã, Holanda.

Ali dentro, em câmaras especiais que garantem a temperatura e a humidade certas, são produzidos 350 quilos de cogumelos por semana.

O projeto juntou elos suficientes para se obter um ciclo completo, em que a própria rede de cafés e restaurantes que quer se desfazer daqueles resíduos adquire e revende o produto da sua reciclagem.

Daí nasceu a Green Recycled Organics (GRO), que agora processa semanalmente 2,5 toneladas de borra de café, sobra dos restaurantes da rede holandesa La Place, com quem foi estabelecida uma parceria.

Os próprios restaurantes separam o material em baldes plásticos, que depois são recolhidos e encaminhados para a GRO.

Pó de café reciclado

A partir daí, o processo é simples. Ao pó já usado são adicionados esporos de Cogumelo Ostra (Pleurotus ostreatus).

A mistura incuba durante quatro semanas, em grandes sacos plásticos cilíndricos, pendurados numa espécie de estufa.

Depois, passam para outro recinto onde, em dez dias, dos cortes feitos nos sacos vão emergindo os enormes fungos, como se brotassem de dentro de um tronco de árvore.

A colheita, então, é vendida para a própria rede La Place, que a utiliza ou revende.

A GRO dá ainda um passo suplementar, produzindo croquetes vegetarianos com os champignons, com uma marca própria, que também vão parar nos pratos e prateleiras da La Place.

Isto é que é, em linhas gerais, fazer a economia circular de forma inteligente e com baixo impacto ambiental. Há muitas outras.

Veja outro exemplo no Público Ciência

Um comentário em “Ecogumelo: o champignon cultivado com a borra do café

  • 10 de setembro de 2015 em 17:08
    Permalink

    Fiquei interessado. Vi outro vídeo de um fornecedor de Portugal. Pensei até em importar um pacote deles só para experiência, mas tem que ver o custo. Será que consigo? O cogumelo inoculado no substrato aqui no Brasil é de aproximadamente $8,00/Kg. O Shitake produzido na polpa de madeira prensada quadrada também é muito interessante e é feito aqui.

    Resposta

Deixe um comentário interessante neste artigo: