Deo Perfume Candy – o novo desodorante em balas comestíveis

Balas de desodorante

O DOCE SABOR DAS ROSAS

A Cachaça da Happy Hour

Eu tive um namorado que era apaixonado por mim e por frutas cítricas — não necessariamente nesta ordem e nem que eu me considerasse, à época, uma pessoa azeda ou amarga.

Por coerência gustativa, sua bebida preferida era a caipirinha, o típico coquetel brasileiro à base de limão socado com açúcar e chacoalhado com gelo e cachaça.

Durante as férias de verão ele consumia doses seguidas daquele drink — de manhã e à tarde, na praia, e à noite e de madrugada, nos bares e boates. Eu variava, ele não.

Embora usasse sabonete neutro e pouquíssimo perfume, como convém a um homem, de sua pele sempre emanava um leve aroma de limão, acentuado com a transpiração causada pelo calor.

Para mim o fenômeno só podia ser resultado da eliminação, através dos poros, dos vapores alcoólicos e resíduos de lemoneno — aldeído responsável por formar a oleosidade na casca do fruto.

É por este motivo que não me provoca estranheza o recente lançamento do Deo Perfume Candy, um desodorante comestível que tem como atrativo fazer você “cheirar como rosas”.

Cheiro ruim debaixo do braço

E não se tratam de rosas comuns não, mas cultivadas em “um lindo vale da Bulgária”, de acordo com a propaganda da empresa Beneo, que colocou a novidade no mercado norte-americano.

Também não é de hoje a associação que se faz entre o que comemos e o nosso odor corporal, segundo pesquisadores japoneses desta área.

Há muito os nipônicos descobriram que comer geraniol (álcool presente no óleo de algumas plantas, como as rosas) produz um odor adocicado nas pessoas.

Houve até uma tentativa de tirar proveito disso: um chiclete chamado Otoko Kaoru (Perfume de Homem), lançado anos atrás. Só que o treco não “pegou” e acabou retirado do mercado.

Agora a Beneo se juntou à confeitaria búlgara Alpi para criar o Deo, uma bala especial que promete transformar o corpo do consumidor em um “borrifador humano de perfume” por até seis horas.

“O geraniol é um antioxidante natural e sua fragrância, uma vez consumida como um doce, deixa o corpo por seus poros, criando um odor natural adocicado que pode durar horas”, explica em seu site a Beneo.

Deo Perfume Candy

Exageros evidentes à parte, os curiosos devem saber que o Deo Perfume Candy está disponível para venda nos EUA desde agosto, mas apenas pela internet. Portanto, fácil de achar.

De acordo com o diretor da área de vendas da Beneo, Wim Dries, apesar do Deo funcionar praticamente como alho, ele é o antídoto ideal para a especiaria de odor forte.

“Muitas pessoas gostam de alho, e ele é especialmente popular nas dietas europeias, mas o odor perdura por algum tempo após a refeição. O Deo é o neutralizante perfeito”.

O Deo Perfume Candy custa atualmente US$ 8 (menos de R$ 17) por pacote, portanto bem mais caro que desodorantes tradicionais, mas não dá para comê-los, certo?

As vendas nos EUA estão indo muito bem, e quando o Deo finalmente chegar às prateleiras varejistas, poderemos testemunhar uma transformação olfativa no animal mais fedorento do mundo.

Menos para mim, claro, que já havia sentido algo parecido há tempos. Enfim, esta é apenas a ponta do iceberg, pois outros nutricosméticos estarão disponíveis nos próximos anos.

Com informações do Jornal Ciência

Um comentário em “Deo Perfume Candy – o novo desodorante em balas comestíveis

Deixe um comentário interessante neste artigo: