Coreografia dos batalhões femininos da China e Coreia do Norte

DISCIPLINA ORIENTAL EM DEMONSTRAÇÃO DE FORÇA

Os meios de comunicação ocidentais evitam o quanto podem mostrar imagens de contingentes militares altamente treinados e capazes de rivalizar com os EUA, pelo menos em confrontos convencionais.

Sim, porque sem o uso do poder nuclear é difícil imaginar que os norte-americanos possam enfrentar de igual para igual tropas com o nível de disciplina exibido por batalhões da China e da Coreia do Norte.

A história recente comprova esta hipótese, é só conferir o resultado das guerras da Coreia e do Vietnã. O próprio Japão, segundo estrategistas, dificilmente seria derrotado sem o uso de bombas atômicas.

O pelotão cor-de-rosa chinês e as unidades femininas norte-coreanas revelam o padrão de engajamento oriental na defesa de seus países (aliás, aliados), onde o serviço militar é obrigatório para tod@s.

A propósito, juntas, elas somam um efetivo com mais de 500 milhões de soldadas. E aí, sem ajuda de artefatos nucleares, será que daria para encarar essas mulheres mano a mano no campo de batalha?

Disciplina de soldadas chinesas

Desfile de soldadas norte-coreanas

Batalhão cor-de-roda da China

Mulheres marchando para a guerra

Exército feminino da China

Exército feminino da Coreia

Pelotão militar feminino

Exército de mulheres orientais

Clique nas imagens para ampliar e nos links destacados no texto para ver e saber mais.

Deixe um comentário interessante neste artigo: