Coração da Via Láctea tem a forma parecida com um amendoim

O MELHOR MAPA EM 3D DA NOSSA GALÁXIA

Coração da nossa galáxia

O coração da Via Láctea foi comparado a um “amendoim” por astrônomos que conseguiram criar o melhor mapa em três dimensões já feito das zonas centrais da nossa galáxia.

O bojo interno é uma das regiões com maior massa da Via Láctea, possuindo uma nuvem brilhante com cerca de 10 bilhões de estrelas, localizada a 27 mil anos-luz de distância da Terra.

Até agora, a estrutura e a origem do centro da galáxia não eram bem compreendidas, uma vez que ele se encontra fortemente obscurecido por densas nuvens de gás e poeira.

Aos telescópios apenas era possível obter uma boa perceção através de grandes comprimentos de onda, como, por exemplo, da radiação infravermelha, capaz de penetrar as nuvens de poeira.

ATÉ 400 BILHÕES DE ESTRELAS OU SÓIS

Mas novas imagens do Observatório Europeu do Sul (OES) permitiram uma vista muito mais clara da estrutura do bojo galáctico, com estrelas trinta vezes mais tênues do que as conhecidas até então.

A partir daí, a equipe conseguiu identificar um total de 22 milhões de estrelas pertencentes à classe das gigantes vermelhas, cujas propriedades bem conhecidas permitem calcular as suas distâncias.

A partir desta distribuição estelar foi possível elaborar o mapa em 3D do bojo galáctico com a forma de um amendoim vista de lado e de uma barra muito alongada vista de cima.

Acredita-se que a Via Láctea era originalmente um disco puro de estrelas, que formou uma barra plana há 13,6 bilhões de anos — composta por até 400 bilhões de corpos com seus sistemas solares.

Deixe um comentário simpático neste artigo: