Com bloco ‘Os Cãos de Jacobina’ Bahia tem carnaval dos diabos

Integrante do Cãos de JacobinaO BICHO VAI PEGAR NA BAHIA

O bloco carnavalesco Os Cãos foi criado na primeira metade do século passado por Valdemar Pereira da Conceição, o popular Fecha Beco.

Como uma espécie de Exu, ele tinha acabado de chegar em Jacobina vindo direto de Cruz das Almas, no recôncavo baiano.

Tratava-se originalmente de uma forma de protesto contra o fim do Carnaval e início da Quaresma, quando as festas eram proibidas pelos católicos durante esse período.

O grupo cultural estava quase desaparecendo, quando a Coordenação de Cultura de Jacobina resgatou a manifestação e realizou diversas apresentações em eventos na cidade.

Hoje o bloco Os Cãos faz parte da cultura da Bahia e é presença marcante na micareta de Jacobina, se apresentando em eventos na capital, Salvador.

É apontado também como uma manifestação única no mundo. Toda uma história é contada.

São cerca de 40 homens que se pintam de preto com uma mistura feita à base de óleo comestível e tinta xadrez, batom vermelho, chifres e dentes artificiais.

Bloco com diados de JacobinaAs principais personagens da alegoria são o anjo Gabriel, a Alma e a única mulher do grupo, a Pelada, que é a mulher dos Cãos.

O anjo Gabriel desce à Terra para salvar a Alma, que está sendo assediada pelos Cãos – que simbolizam a tentação do Carnaval.

Enfim, trata-se de uma batalha entre o Céu e o Inferno, que é travada de maneira muito divertida e animada no nosso mundo real.

* Com informações de Cidade do Ouro – veja também a galeria de fotos de Adenor Gondim

Deixe um comentário interessante neste artigo: