Chineses apontam culpado por grave poluição atmosférica

CHURRASCO DE DRAGÃO AUMENTA FUMACÊ

Churrasqueira da China

Do blog ECOnsciência

Os maiores vilões da grave poluição atmosférica na China não são apenas as milhares de chaminés das fábricas obsoletas que os ocidentais desmontaram em seus países para remontar nas zonas industriais de exportação chinesas. Nem as termelétricas movidas a combustão de óleo e carvão betuminoso.

Segundo as autoridades asiáticas, as taxas recordes de fumaça empesteando o ar também seriam causadas pelo alto consumo do famoso churrasquinho de gato (ou dragão, sabe-se lá) pelas famintas populações urbanas.

Entre as enérgicas e energéticas medidas do recente pacote governamental para combater o terrível fumacê na brasa aparecem a substituição do carvão por outras técnicas de fritura e cozimento menos poluentes no preparo alimentar.

A lista negra também prevê a restrição do uso de fogos de artifício, uma das maiores tradições dos chineses, seus inventores.

Os orientais são mesmo muito estranhos: sempre recorrem a medidas secundárias para minimizar grandes problemas ambientais.

No último verão local, em junho do ano passado, o Japão resolveu estimular a utilização de roupas leves no trabalho para reduzir o consumo de energia – afetado pela crise nuclear após o tsunami que destruiu a usina atômica de Fukushima.

Deixe um comentário simpático neste artigo: