Painel e quadros com borboletas e flores coloridas de metal

UMA BORBOLETA DIANTE DE MIM, DE ALBERTO CAEIRO – Passa a borboleta diante de mim e pela primeira vez no Universo reparo que borboletas não têm cor nem movimento, assim como as flores não têm perfume ou cor. A cor é que tem cor nas asas da borboleta, no movimento da borboleta o movimento é que se move.

Ler mais

Uma iluminura fugidia que o poente à beira-mar beija e incendeia

POEMA DE OLEGÁRIO MARIANO: ‘CASTELOS DE AREIA’ – Que iluminura é aquela, fugidia, que o poente à beira-mar beija e incendeia? É criação da fantasia: são castelos na areia. Tontas de sol, brincam as crianças como abelhas que voaram da colmeia, erguendo torreões fictícios de esperanças… são castelos na areia.

Ler mais

Aparelhado para gostar de passarinhos sou feliz por isso

O APANHADOR DE DESPERDÍCIOS, DE MANOEL DE BARROS – Os pássaros que ilustram o famoso poema são de cerâmica sobre aço inox e usados para decorar gramados e jardins. Por isso, são caros. Uma alternativa econômica e visual seria aplicar no metal pintura craquelê, protegida por uma espessa camada de verniz.

Ler mais

Painel Sol & Lua para fixar em paredes ou pendurar no jardim

ARTESANATO COM POESIA E ROMANTISMO

Um poema ultrarromântico cai bem para harmonizar com este bonito painel com a representação do Sol e da Lua unidos.

Recortada a plasma e pintada, a chapa de aço pode ser fixada nas paredes de casa ou pendurada em varandas e jardins.

Ler mais

Capolavoro Livros apresenta o poeta e historiador Dércio Braúna

RUDEZA DAS COISAS VISTA COM DELICADEZA

O autor cearense é um estudioso das relações entre história e literatura, com ênfase na África e suas questões pós-coloniais.

Braúna tem uma dicção poética particularíssima, lusitana mesmo, escrevendo como se fosse um herdeiro direto de Saramago.

Ler mais

Só, assisto à minha passagem, não sei sentir-me onde estou

POEMA NÃO SEI QUANTAS ALMAS TENHO

‘Sou a própria paisagem, assisto à minha passagem, diverso, móbil e só, não sei sentir-me onde estou…

Atento ao que sou e vejo, torno-me eles e não eu. Cada meu sonho ou desejo é do que nasce e não meu’.

Ler mais
Página 1 de 141234Última »