Circunda-te de rosas, ama, bebe e cala porque o mais é nada

REFLEXÃO INSPIRADA: A CRÔNICA DE SILVANA DUBOC – Navegue, descubra tesouros, mas não os tire do fundo do mar. Admire a Lua, sonhe com ela, mas não a traga para a terra. Curta o Sol, se deixe acariciar por ele, mas seu calor é para todos. Sonhe com as estrelas, apenas sonhe, porque elas só podem brilhar no céu.

Ler mais

Pessoas que são extrovertidas ou introvertidas como cães e gatos

PERSONALIDADE CANINA OU FELINA: QUAL É A SUA? Todos temos necessidade dos momentos de reclusão interior; é uma questão de sanidade. Estímulos externos que tumultuam coração e mente dos introvertidos, apaziguam os extrovertidos. Mas é quando ouvimos vozes aqui dentro que embarcamos na grande aventura.

Ler mais

Por que o brasileiro aceita ser devorado, passivamente, em silêncio?

A REFLEXÃO DE LUIS FERNANDO VERÍSSIMO

E se os brasileiros protestassem contra o que lhes fazem, se fizessem discursos indignados em todas as filas de matadouros?

E cobrassem com veemência a participação no que produzem para enriquecer os outros, reagindo às mentiras que lhes dizem.

Ler mais

Dilema do copo: meio cheio ou vazio, com qual me identifico?

HOJE, SÓ A ESPERANÇA CONTINUA POSSÍVEL

O otimismo se alimenta de grandes coisas. Sem elas, ele morre. A esperança se nutre de pequenas coisas, onde floresce.

Basta-lhe um morango à beira do abismo. Hoje, é tudo o que temos: alegria sem razões. A possibilidade da esperança…

Ler mais

Cortar o tempo em fatias, numa bela mensagem de Ano Novo

QUE MAIS AMOR SEJA POSSÍVEL EM 2016

Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um cara genial, vamos combinar.

Industrializou a esperança, no limite da exaustão. Doze meses dão para qualquer ser humano entregar os pontos.

Ler mais

Monstros arquetípicos que assombram em tempos cinzentos

UMA ANÁLISE POLÍTICA DE LUIS F. VERÍSSIMO

Nuvens negras de um vulcão pairam sobre as novas tecnologias que, em vez de aproximar as pessoas, as dividem e embrutecem.

Sob a sombra dessas emanações surgem monstros arquetípicos como os que ficaram como símbolos literários do tempo cinzento.

Ler mais
Página 1 de 51234Última »