Brasileiro promove revolução no consumo de cerveja e vinho

GASTO COM BEBIDA FERMENTADA AUMENTA

Cerveja Estrela Vermelha

O setor de bebidas alcóolicas fermentadas vai experimentar um pibão de fazer inveja aos chineses este ano porque o brasileiro, em geral, continuará virando todas.

Serão gastos em torno de R$ 6 bilhões com cervejas, vinhos e champanhe em 2013. Segundo projeção do Ibope, o valor é 10% maior do que o do ano passado.

A região Sudeste será a principal responsável pelo consumo das bebidas fermentadas, com previsão de representar metade do consumo no país (R$ 3,07 bilhões).

Em seguida, ficam as regiões Sul (19% ou R$ 1,15 bilhão) e Nordeste (16% ou R$ 975 milhões). Tudo isto sem considerar os setores de destilados, como cachaça, vodca e whisky.

Apesar do maior consumo no Sudeste, a previsão da consultoria indica o Sul como a região onde os gastos individuais serão maiores — cerca de R$ 49 –. No Sudeste, o consumo individual deve ficar em pouco mais de R$ 40.

A classe B do Sudeste apresenta o maior potencial de consumo, com um gasto estimado em R$ 1,45 bilhão para 2013. A classe C, também do Sudeste, aparece em seguida, com R$ 1,09 bilhão.

Como era previsível, a classe D do Centro-Oeste é a que tem o menor potencial de consumo, de R$ 22,16 milhões. Na região Norte, menos ainda.

Deixe um comentário interessante neste artigo: