Brasileiro economiza R$ 40,3 bilhões com juros mais baixos

MÍDIA FAZ CONCHAVOS PARA A SELIC SUBIR

Charge - Guido Mantega

Não é preciso desenhar para que se entenda a constante onda de ataques das publicações inglesas The Economist e Financial Times contra o Ministro da Fazenda, Guido Mantega, amplamente celebrados e repercutidos pela velha mídia brasileira.

Uma das principais razões está nesta importante notícia: R$ 40,3 bilhões no pagamento de juros de empréstimos foi quanto as famílias e as empresas brasileiras economizaram com a queda nas taxas de juros praticadas pelo mercado ao longo de 2012.

Ou seja, um volume equivalente a 1% do nosso PIB – Produto Interno Bruto, que deixou de sangrar para os cofres das grandes instituições financeiras nacionais e internacionais, das quais os veículos britânicos, como os daqui, são porta-vozes.

Do montante economizado, R$ 18,9 bilhões foram poupados por pessoas jurídicas e R$ 21,4 bilhões por pessoas físicas. Os cálculos são da FecomercioSP a partir de dados do BC sobre o volume total de recursos direcionados ao pagamento de juros.

Mais dados aqui

Deixe um comentário simpático neste artigo: