Boliche contra surf ferroviário em trens lotados na Indonésia

Boliche contra surf nos trens

STRIKE NOS SURFISTAS

Do blog BananaPost

Se os usuários são obrigados a subir no teto dos vagões para praticar o surf ferroviário você, como um gênio dos transportes coletivos, manda melhorar a malha e aumentar o número de composições, certo? Errado! Você se inspira no boliche para dar um strike, “passar a régua” nos surfistas. Sai mais barato.

Só pode ter sido o que motivou a ordem superior aos funcionários das ferrovias da Indonésia para pendurar bolas de concreto sobre as linhas férreas a fim de combater as viagens dos “surfistas de trens”. As bolas ficam a menos de um metro acima dos vagões, em pontos onde as locomotivas entram ou saem das estações.

As primeiras bolas, alinhadas como uma barreira, foram instaladas perto de uma movimentadíssima estação nos arredores da capital, Jacarta. Onde os trens passam batidos

Surfistas ferroviários em cima de trens

Com o Terra

Deixe um comentário interessante neste artigo: