Bike bar e food trike: alternativas para a crise do desemprego

Bike bar

UMA BOA OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO ITINERANTE

Montar o “bar dos sonhos” é a opção de muitos quando enfrentam a crise do desemprego. Somente este ano, segundo a OIT, o empreendedorismo de ocasião vai atrair boa parte de 1 milhão 200 mil pessoas.

De acordo com o Sebrae, de cada 10 brasileiros que perdem o emprego 3 não voltam ao mercado de trabalho formal e utilizam as indenizações e o fundo de garantia para investir no próprio negócio.

Chopeira na bicicleta

Mas empatar todos os recursos disponíveis num ponto comercial pode ser arriscado, para quem não tem experiência administrativa no ramo. O bom senso recomenda prudência ao candidato a patrão.

Os R$ 65 bilhões movimentados anualmente pelo mercado da alimentação fora do lar, que engloba bares e restaurantes, não vão se evaporar de repente. O melhor, então, é começar a comer pelas beiradas.

Projeto de barzinho móvel

Oportunidades não faltam. O Brasil conta com milhares de cidades e áreas de aglomeração turística ou de lazer, com público de sobra, ávido por produtos diferenciados, sejam alimentos ou bebidas.

Os mais jovens e dispostos fisicamente podem unir o útil ao agradável caso decidam pelo espírito itinerante e aventureiro da bike bar ou food trike, mais econômicas que os veículos motorizados.

Bicicleta bar

Este tipo de trabalho, mesmo que temporário e de baixo investimento, com o tempo poderá se transformar num grande negócio com um mínimo de risco. É melhor do que reclamar de braços cruzados.

Enfim, montar pequenos projetos a partir de bicicletas usadas não é tão caro e nem complicado. Qualquer serralheria minimamente aparelhada dá conta do recado. Pesquise, faça contato e mãos à obra.

Triciclo bar

Clique nas imagens para ampliar e nos links destacados no texto para ver e saber mais.

Deixe um comentário simpático neste artigo: