“Beato Serra” manipula sentimentos de ódio, nojo e revolta

José Serra - hipocrisia e manipulação religiosa

Como foi montado o golpe da campanha sórdida de Serra

Desde o começo eles sabiam que, pelo grande sucesso do governo Lula na área social e econômica, as chances do candidato Serra seriam mínimas contra a candidata de Lula.

Por isso, Serra e sua equipe resolveram jogar todas as fichas na mudança do campo de batalha, saindo do campo racional e político, onde as pessoas decidem com racionalidade, com comparações dos governos e dos projetos de cada um, para o terreno da emoção e dos sentimentos de ira, revolta e nojo.

Para executar essa operação de mudança da disputa do campo racional para o emocional José Serra e sua equipe contrataram um guru indiano, especialista neste tipo de operação, o mesmo que atuou contra o candidato Barack Obama à presidência dos EUA, chamado Ravi Singh, da empresa ElectionMall, especializada em campanhas de baixarias pela internet.

A campanha contra o presidente estadunidense, sob o comando de Ravi, seguiu os mesmos moldes da campanha difamatória contra Dilma, com acusações falsas, dizendo que ele era terrorista muçulmano, satanista, anti-cristão, apoiador do aborto e etc, obrigando Barack Obama a criar um site só para desmentir esses boatos maldosos que circulavam contra ele por e-mail (confira em http://fightthesmears.com/).

Enquanto fazem essa campanha suja, agressiva, imoral e subterrânea contra Dilma, eles apresentam Serra como um homem honesto, religioso, defensor dos valores da família cristã e etc. Com isso eles fecham o circuito da mudança da disputa eleitoral do campo racional e comparativo para o campo emocional, onde a racionalidade não prevalece, dando-se assim as condições (falsas) para que o eleitor opte por Serra, por ele não ter o peso das acusações morais e religiosas lançadas contra Dilma.

Assim que essa campanha sórdida de Serra começa a mostrar algum resultado, imediatamente eles passam a agir como se tivessem virado o jogo, como se já fossem os vencedores da disputa, na tentativa de criar um clima de fato consumado, dizendo que já ganharam, para tentar induzir a grande maioria dos eleitores a abandonar a Dilma e também fazer com que os militantes, apoiadores e simpatizantes dela desanimem e abandonem a militância, desistindo de defenderem sua candidata.

Nesta etapa eles começaram a espalhar mensagens falsas por e-mails ou pelas redes sociais como Facebook e Orkut com depoimentos de personagens fictícios se dizendo ex-eleitores de Dilma, que desistiram de votar nela ou que vão votar nulo, ou ainda dizendo que são eleitores de Dilma mas que acham que a eleição para ela já está perdida, para com isso desanimar e desmobilizar ainda mais os militantes da Dilma.

Aí está dissecada a “estratégia” de José Serra para as eleições.

Veja o “beato” José Serra cantando um hino cristão:

http://www.youtube.com/watch?v=xnpVwqDyHkQ

Via Luis Nassif

Deixe um comentário simpático neste artigo: