Banda larga para o povo ameaça poder da velha mídia

Agora mesmo é que o Coiote (PiG) não agarra mais o Papa-Léguas (Blogosfera):

LULA DEFENDE ESTATAL NA BANDA LARGA

Em vez do modelo híbrido, que vinha sendo estudado, Presidente quer empresa estatal forte para atuar no setor.

O Presidente Luiz Inácio Lula da Silva quer que a estatal da banda larga, cuja criação está sendo estudada no governo, também chegue ao cliente final, oferecendo, no varejo, conexão à internet em alta velocidade. Segundo assessores do presidente, Lula acha que o governo tem de estar preparado para prover o serviço ao cidadão brasileiro no caso de empresas privadas não terem interesse.

Os estudos do grupo técnico encarregado de formular uma proposta de massificação da banda larga no País caminhavam para a adoção de um modelo híbrido, em que a estatal atuasse no atacado, fazendo a transmissão de dados. O atendimento ao cliente final ficaria com o setor privado, seja pelas grandes teles ou por pequenos provedores.

Em reunião, ontem, com oito ministros, esse cenário mudou. Lula pediu novos estudos para a criação de uma estatal mais poderosa, que poderá vir a competir com as empresas privadas em todos os segmentos. Alguns técnicos do governo admitem, porém, a possibilidade de a manifestação do Presidente ser uma forma de pressionar as teles a aderirem de maneira mais efetiva ao projeto de massificação da banda larga.

O Presidente deu mais três semanas para que os técnicos levantem os custos do projeto, incluindo o atendimento ao cliente final, chamado de última milha. Para isso, seriam necessários investimentos na construção de ligações entre a estrutura principal que o governo já possui – usando as redes da Petrobrás, Eletrobrás e Eletronet – ao consumidor final. (…)

Matéria completa no Luis Nassif


7 comentários em “Banda larga para o povo ameaça poder da velha mídia

  • 6 de fevereiro de 2010 em 13:36
    Permalink

    Olá,

    Já não era sem tempo…Se esperar da iniciativa pública, é melhor esperar sentado!
    O presidente, no entanto, afirmou que não é objetivo do governo sair Estatizando tudo, a torto e a direito. O objetivo é democratizar a acesso à informação e à internet, independentemente de classe social.

    O q fez, na verdade, foi um ultimato: Se a iniciativa privada não quer, o governo – que aliás tem bala na agulha – faz!!!

    Veja o video que eu postei sobre o assunto.

    http://wp.me/pL3UH-82

    Abçs
    Helen

    Resposta
  • 26 de novembro de 2009 em 09:55
    Permalink

    Eu adoro é esse seu senso de humor, dona moça.

    Resposta
  • 26 de novembro de 2009 em 00:12
    Permalink

    Eu, noctívago, meio vampiresco, que a-d-o-r-o, claro, o meu primo William (que praga!) Waack, este sim o verdadeiro chupa-cabras, com aquelas olheiras horrorosas, estou muito injuriado com essa noticia… Cuméquipode, assim não dá, cuméquiépossível… Mais uma estatal depois do Pré-Sal? Ufa! Argh! Pombas! Urtiga! Meus sais… neocons e genéricos, de preferência. Me neolibere pelo menos você, capeta Sardenberg, e sua legião de zumbis da CBN, please! Ar! Arr! Arre…..!!!

    Resposta
  • 25 de novembro de 2009 em 23:31
    Permalink

    A midia porcorativa com essa acaba dançando de vez

    Resposta
  • 25 de novembro de 2009 em 23:24
    Permalink

    Cacilds !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Resposta
  • 25 de novembro de 2009 em 22:34
    Permalink

    Mary, cá prá nós, ‘cê é muito perspicaz. A tirada do papaléguas foi genial. Tô vendo ali o Ali Kamel com o livro “Não saomos racistas” e o bicho-foguetinho correndo do demonio pra escola. Lindooooooo! Bjs, Ju.

    Resposta
  • 25 de novembro de 2009 em 22:17
    Permalink

    Como diria o PHA, depois duma dessas…… bye-bye Serra-2010

    Resposta

Deixe um comentário interessante neste artigo: