As esculturas e filigranas em cascas de ovos de Gary LeMaster

Cascas de ovos esculpidas

O MESTRE DA DELICADEZA

Do blog ECOnsciência

Tem coisas que apenas de ouvir falar não dá para ter a dimensão exata.

Só mesmo vendo para acreditar como é possível alguém se dar ao luxo de fazer esculturas no que pode haver de mais descartável num alimento, como as cascas de ovos.

E é o que faz – com exímia maestria – Gary LeMaster, reverenciado como um dos maiores escultores da atualidade pelo altíssimo nível de dificuldade do seu trabalho.

Algumas de suas obras podem custar em torno de 3 mil dólares, equivalentes a pouco mais de 6 mil reais.

Nascido na Nova Zelândia, Gary se revelou um artista muito cedo – cresceu aprendendo como usar ferramentas e trabalhando com madeira, como ajudante de seu pai.

Esculpindo cascas de ovos

Paralelamente, apreciava artes mais refinadas, já que sua mãe era bailarina, e acabou entrando para a faculdade de música.

Apesar de sua paixão pela arte, o fato de ser daltônico o desmotivou de entrar em uma escola de artes plásticas.

Foi depois de muito tempo de estudo que ele finalmente decidiu aprender a esculpir.

Segundo o artista, o que surpreende as pessoas em seu trabalho é que, quando vêem os ovos, acham que são de cerâmica ou plástico e não ovos de verdade.

Para realizar as filigranas, Gary usa microrretíficas com brocas dentárias e diamantadas. Depois a escultura é assinada e preservada em recipiente de vidro.

Filigranas em cascas de ovos

Cascas de ovos esculpidas

Com HypeScience

Deixe um comentário simpático neste artigo: