Anel com asas para quem voa em busca do sonho de liberdade

A ARTE COMO METÁFORA DE UMA VIAGEM ALADA

“Somos assim. Sonhamos o voo, mas tememos as alturas. Para voar é preciso amar o vazio. Porque o voo só acontece se houver o vazio, o espaço da liberdade, a ausência de certezas. Os homens querem voar, mas temem o vazio. Não podem viver sem certezas. Por isso trocam o voo por gaiolas, o lugar onde as certezas moram.” (Rubem Alves)

Voar como metáfora da procura, da descoberta, da inquietação. Sim, podemos alçar voo num limite possível, tal como Ícaro, alegórica imagem do artista que desafia o provável e se alimenta do desejo, do desvio e voa em busca do inesperado. Enquanto aprendemos a voar, nos restam as artes como figurativa viagem alada rumo ao desconhecido.

Consultas sobre projetos e desenvolvimento de joias e bijuterias aqui.

Deixe um comentário simpático neste artigo: