Agora ferrou: homens jovens cada vez menos interessados por sexo

Sem interesse nas mulheres

O QUE ELES ANDAM TOMANDO?

Do blog BananaPost

Por incrível que pareça, nem todos os jovens querem mais sexo. De acordo com um levantamento realizado com australianos, 12% dos homens jovens com idade de 16 a 24 anos disseram que queriam menos sexo — a maior proporção entre todas as faixas etárias.

Só o mais “coroas” por enquanto ainda estão animados. Se isto está acontecendo na Austrália, nada impede que o mesmo “fenômeno” ocorra com frequência cada vez maior por aqui, não é mesmo? Sinais há muitos, só não enxerga quem não quer…

“Embora seja minoria, é interessante o resultado entre os jovens, o que desmitifica a ideia de que rapazes morreriam para fazer sexo”, disse Juliet Richter, professora de saúde sexual da University of New South Wales.

Richter e uma equipe de pesquisadores de toda a Austrália ouviram cerca de 4.300 homens heterossexuais e 4.400 mulheres entre 16 e 64 anos. Ela disse que outro levantamento feito há cinco anos mostrou resultados semelhantes.

Apenas 31% dos homens de 16 a 24 disseram que queriam mais sexo, o percentual mais baixo entre todas as faixas etárias.

“Pode ser que eles estejam sendo oprimidos por garotas da mesma idade que estão loucamente apaixonadas”, disse ela.

“Além disso, os homens dessa idade levam mais ou menos um ano para assumir um relacionamento.”

Falta de interesse por sexo

Mais previsível, a pesquisa descobriu que 57% dos homens entre 35 e 44 queriam mais sexo em comparação a apenas 28% das mulheres, enquanto 14% das mulheres disseram que queriam menos.

Metade dos homens com idade entre 55 e 64 anos queria mais sexo, enquanto apenas 27% das mulheres da mesma faixa etária sentiram o mesmo.

“A explicação evolucionista é que as mulheres só estão interessados em sexo quando podem conceber. Já a explicação social engloba um monte de coisas, incluindo o tempo, pressão e cansaço”, disse Richter. “O sexo é uma atividade de lazer.”

Fonte

* * *

Blog BananaPost - o porta-voz da macacada

Deixe um comentário simpático neste artigo: