A propaganda subliminar de cerveja nas novelas da Globo

POR QUE OS ATORES BEBEM TANTO NA TV?

Merchandising de cerveja

A Cachaça da Happy Hour

Outro dia desmistificamos aqui o tal padrão de qualidade da rede Globo, quando comparado a um único programa exibido pela RTP, a televisão pública de Portugal.

Para comprovar isto mais uma vez, nem precisamos baixar ao nível do BBB do Bial. Basta lembrar o que significam os folhetins diários.

Todo mundo reconhece que as novelas são uma tragédia cultural: não contribuem para ninguém pensar, mas sim consumir desmedida e alienadamente, entre outros feitos e defeitos.

Publicitários revelam que em Avenida Brasil, por exemplo, tudo era motivo para tomar cerveja. Por que?

Por causa do dinheiro colocado pela Ambev (dona das marcas Brahma, Skol, Antarctica e Bohemia), não em propaganda direta, mas no controvertido e perigoso product placement, o popular jabá.

Neste tipo de merchan subliminar, você consome publicidade disfarçada no meio de uma cena ambientada exatamente com tal propósito.

Quer dizer, as personagens da novela enchiam a cara de cerveja o tempo todo, não porque tivessem propensão ao alcoolismo, mas por conta de um contrato milionário firmado pela Globo.

Na Inglaterra, bebidas alcoólicas são proibidas de aparecer subliminarmente, para que não seja estimulado um hábito perigoso para a saúde. Aqui tudo pode em nome do poder econômico.

Jabá da Ambev na TV Globo

Veja mais

Deixe um comentário simpático neste artigo: