A mídia é velha e decadente, mas adora o poder do dinheiro

Revista Veja e Cachoeira

A PROSTITUIÇÃO MIDIÁTICA

O Chefe de Redação

“Alguns jornais não são jornais no sentido estrito da palavra, mas motores de divulgação de mutantes ideias, caprichos, gostos, simpatias e antipatias de seus proprietários. O que esses donos dos jornais estão buscando não é o poder, mas o poder sem responsabilidade, algo que ao longo da história foi prerrogativa das prostitutas.”

Este é o emblemático trecho de um discurso épico de um político nacionalista inglês que, na década de 1930, se manteve no cargo ao enfrentar Lorde Beaverbrook, o ultra-liberal e arrogante dono do Daily Express, que veio a se transformar no jornal mais lido do mundo em sua época.

Veja, qualquer semelhança daquele arcaico barão da imprensa com os atuais patrões da nossa velha mídia, alguns dos quais envolvidos com cafetões do crime organizado e conspirações para derrubar presidentes, não é apenas mera coincidência. Tais práticas, historicamente, fazem parte dos hábitos do baixo meretrício capitalista.

Saiba mais lendo O barão da imprensa que viu no jornalismo uma arma capaz de derrubar qualquer político, completo no Diário do Centro do Mundo.

Deixe um comentário simpático neste artigo: