A incrível arte funerária recuperada num carro fúnebre

Carro fúnebre

O TOQUE DO DEFUNTO

Do blog HotGaragem

Uma senhora pega um táxi e indica a direção do hotel onde está hospedada.

O taxista, por incrível que pareça, não diz nada durante todo o percurso.

Até que a senhora resolve fazer-lhe uma pergunta e toca levemente em seu ombro.

Ele solta um grito de pavor, perde o controle do carro e, por pouco, não provoca um grave acidente!

Com o carro sobre a calçada, a senhora, assustadíssima, vira-se para o taxista ainda ofegante e diz:

— Mas você estava dirigindo tão bem! Como é que pôde quase ter um troço por conta de um simples toque no ombro?

— Não me leve a mal, senhora, mas… é que esse é o meu primeiro dia como taxista.

— E o que o senhor fazia antes disso? – pergunta ela.

— Eu fui, por 25 anos, motorista de carro funerário.

– – –

Esta piadinha é apenas um pretexto para mostrar este curiosíssimo carro fúnebre encontrado abandonado na Argentina por um sujeito chamado Fernando Aguerre. Trata-se de um Cadillac Fleetwood 1942, com a carroceria adaptada e toda trabalhada em madeira entalhada — verdadeira obra de arte funerária.

Conheça a história completa do achado e veja as fotos antes da restauração no Jalopnik.

Deixe um comentário interessante neste artigo: